terça-feira, 16 de junho de 2015

Porque o Papa atual tem razão sobre os ricos


Nova encíclica do Papa sobre os problemas climáticos e Ambientais:
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/06/1642596-francisco-ecoa-escalada-de-anuncios-globais-sobre-clima.shtml

Reportagem da rede Globo falando sobre o problema da geração de lixo eletrônico:
http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-da-globo/v/brasil-e-campeao-na-geracao-de-lixo-eletronico-por-habitante/2049592/
http://globotv.globo.com/tv-verdes-mares/bom-dia-ceara/v/veja-como-e-o-descarte-correto-de-lixo-eletronico/4090317/




Lixo eletrônico

Nosso mundo se acostumou com a produtividade desenfreada que almeja apenas o lucro, por isso, hoje, muitos destes eletrônicos são feitos por robôs. Como uma Impressora, o robô solda com uma grande velocidade componente por componente na placa do circuito. Fazer na mão um radinho de pilha, é perda de tempo. A não ser que seja por curiosidade e pelo aprendizado. Robô x Humano é uma disputa injusta.


Vantagens e desvantagens do modelo atual de produção dos eletrônicos

Tal forma de produção fez o preço destes eletrônicos despencar, pois uma vez feito o projeto, alimentando o robô com seus insumos, é só ligar na tomada. Como uma impressora copiadora, placa por placa pode ser impressa.

Mas afinal, qual o problema disso? Segundo os defensores destes métodos de produção, isso tudo é natural. Quem não iria querer produzir mais, melhor e mais barato que seu concorrente?

Os líderes deste modelo de produção só tem pensado mesmo no lucro e em quebrar os concorrentes. Quem já ouviu falar sobre o documentário 'A História Secreta da Obsolescência Planejada'? Tal planejamento impede a manutenção e o reaproveitamento do que foi utilizado nestas placas, caso realmente fiquem obsoletas. Mas até onde vai a obsolescência? É comum encontrarmos computadores, televisores, equipamentos de sons jogados nos lixões. Gente, não é porque um equipamento destes parou de funcionar como deveria que seus elementos constituintes não servem pra nada. Se uma 'ponte de wheatstone' é queimada em uma placa, faz sentido termos que trocar tudo? Não! Tem algo errado nisso! Era pra ser possível aproveitar 100% deste 'lixo'.

Tem-se a impressão de que a fabricação das placas de circuitos atuais são baratas, mas é mentira. É só uma falsa impressão de barateamento. Na realidade está custando muito caro, mas para a sociedade e o meio ambiente. Este modelo de produção impede o reaproveitamento destes componentes eletrônicos e ninguém está atento à onde é feito seu descarte ou como é realizado sua reciclagem.


Uma solução

Infelizmente o ser humano, sem leis, é um idiota perigoso. Não podemos jogar nossas responsabilidades para o vizinho. Como naquele ditado: Cachorro com dois donos morre de fome. O mundo é nosso! É de Todo mundo! Não podemos trata-lo como o cachorro do ditado. Temos que ser responsáveis e criarmos leis que forcem o mundo a repensarem tais modelos de produção. Os componentes eletrônicos destas placas precisam mesmo serem soldados? Não. Existem soquetes pra quê? Os módulos de uma TV ou rádio precisam se mesclar e se misturarem em uma placa? Não. Não precisava se não nem se chamariam módulos.
Quem diz que isso é necessário é a sede de lucro dos fabricantes. Com tantos engenheiros e projetistas não poderia existir adaptadores de impedâncias, tensões e voltagens? Tal técnica, se fosse padronizada e todos obrigados a utilizá-las, os equipamentos até poderiam ficar um pouco mais caros, mas em compensação, mesmo que o equipamento quebrasse, ele continuaria tendo um valor alto, pois seus componentes internos teriam fácil acesso para o reaproveitamento. Além disso, a sociedade teria mais interesse em estudar como funciona cada módulo destes aparelhos e teriam mais cuidado com seu descarte.

"Especialistas afirmam que é necessário prever a reciclagem dos metais preciosos dos aparelhos eletrônicos desde o projeto dos equipamentos."


Por que isso não poderia ser interessante para os fabricantes?

É óbvio: O conhecimento também sofre com a oferta e demanda, mas isso na minha opinião, é muito egoísmo para um humanista ficar calado.

A má distribuição de riquezas deste mundo é causada por tais burrices e se ninguém fizer nada, quem vai pagar o pato, no futuro, é o meio ambiente.

A complexidade crescente deve ter vantagem. De que adianta inserir uma grande complexidade em um equipamento se ninguém puder mais dar manutenção a ele de forma simples?




Método simples, barato e seguro recupera ouro e outros metais do lixo eletrônico:
http://www.ppg.ufv.br/?noticias=metodo-simples-barato-e-seguro-recupera-ouro-e-outros-metais-do-lixo-eletronico

Quanto ouro se pode extrair de celulares reciclados?
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=quanto-ouro-se-extrair-celulares-reciclados#.VYAlTY46z8M

Nenhum comentário:

Postar um comentário